Menu

     
  Rádio Ativa De Itapetininga Web 


 ÚLTIMAS NOTÍCIAS


Show do Virada Cultura teve grande público na marginal.
A Prefeitura de itapetininga em parceria com a secretária da cultura de sp, promoveram nos dias 27 e 28 de maio de 2017, o projeto Virada Cultural, foram montados varios palcos e com atrações diversificadas mais o ponto alto do evento foi a presença da banda NX 0, levando grande público para a avenida marginal , A Larissa Gabrielli, bancaria disse finalmente um grande evento na cidade e com nomes de destaque como a banda NX 0, e afirma tomara que esse seja o primeiro de outros eventos, Itapetininga merece. 


Termina a expoagro 2017, neste domingo dia 09 de abril.

Expoagro Itapetininga 2017 – O estado de São Paulo é reconhecido por ser um dos que mais sediam feiras de exposição agropecuária no Brasil e a Expoagro de Itapetininga (SP) está entre as mais famosas da região.

Em 2017, a Expoagro chega à sua 47ª edição e terá um sucesso de público, com a exposição      de equinos, bovinos, cavalos, ovinos, caprinos e cães de raça.ém disso, a exposição conta com palestras de especialistas nos respectivos temas, e shows com alguns dos artistas de maior relevância no país., Hoje dia 8 tem show com guilherme e santiago

   EXPOAGRO ITAPETININGA 2017

   A Exposição Agropecuária, Industrial e Comercial de Itapetininga – ExpoAgro Itapetininga ocorre anualmente e é um dos eventos mais                       aguardados pela população local e também pelos municípios vizinhos.

  Isso porque, todos os anos, a comitiva de festas da ExpoAgro se esforça em levar algumas das duplas sertanejas de maior sucesso no Brasil para a feira.

  EXPOSIÇÃO AGROPECUÁRIA DE ITAPETININGA 2017

  Além de animar a população de Itapetininga e região com shows de artistas de sucesso, o evento também dispõe de feiras de produtos ligados  ao setor agropecuário, barracas de comes e bebes, palestras com alguns dos nomes mais importantes da agropecuária no Brasil, leilões de  animais, mesas de negociação e muito mais.

Sobretudo, é uma Exposição Agropecuária que tem o objetivo de fortalecer a atuação do município em relação à agropecuária nacional. Em parceria com o Sindicato Rural de Itapetininga, a ExpoAgro ocorre, normalmente, no mês de abril, com duração entre 8 e 10 dias.

SHOWS EXPOAGRO ITAPÊ 2017

Em 2017, a Expoagro termina amanha dia 09 de abril e hoje dia 8 ( sábado o Show é com Guilherme e Santiago

Essencial para as atividades ligadas à agropecuária e pecuária da cidade, a Expoagro de Itapetininga também é um evento importante para a economia local, além de ser uma feira que proporciona lazer e diversas atrações aos moradores e visitantes locais.

Por isso mesmo, é um evento que recebe incentivo da Prefeitura e do Governo de São Paulo para que todos os anos ocorram com segurança e ofereça excelentes opções de negócio para investidores da área.




Prefeita de Itapetininga divulga balanço dos 100 dias de governo


Durante reunião, prefeita Simone Marquetto (PMDB) afirmou que o problema com o transbordo do lixo será resolvido nos próximos dias. Atualmente, o município usa de forma irregular um terreno onde funcionava o antigo lixão.

A prefeita de Itapetininga Simone Marquetto (PMDB) reuniu secretários e a imprensa nesta sexta-feira (7) para divulgar o balanço dos 100 dias de governo. Entre os assuntos, Simone relatou sobre a situação do transporte do lixo de Itapetininga para outros aterros. Um relatório da prefeitura mostra que o contrato com a empresa que fazia o transbordo não foi renovado porque o processo de licitação foi julgado irregular pelo Tribunal de Contas. Segundo ela, o transbordo do lixo será resolvido nos próximos dias.

"A desapropriação da área, onde já funcionava a plataforma, foi concluída e os caminhões vão deixar de fazer o serviço no antigo lixão. O proprietário fez alguns ajustes no valor da área. Então, foi feita a suspensão da desapropriação. Agora, nos já temos uma ordem que já podemos voltar a usar esse espaço. Então, a gente volta semana que vem a usar o local do transbordo para que possamos fazer esse trabalho”, afirma a prefeita.

Simone também falou da situação envolvendo a empresa de ônibus, que é responsável pelo transporte coletivo na cidade. A reportagem da TV TEM acompanha as dificuldades enfrentadas pelos passageiros desde 2016. Além de paralisações de funcionários por falta de pagamento, os moradores reclamam que alguns ônibus estão velhos e há bastante atraso nos horários.

A empresa alega que trabalha “no vermelho” desde que chegou à cidade em 2013 e, como a conta não fecha, a qualidade do serviço cai. O grande problema seria o número pequeno de passageiros.

Simone afirmou que, por enquanto, o contrato com a empresa Viação Rosa não pode ser alterado ou cancelado. O tema, inclusive, foi discutido em uma audiência pública e depois da reunião, segundo ela, a prefeitura passou a fiscalizar e notificar a empresa sobre as reclamações apontadas pelos passageiros.

“O cancelamento desse contrato só pode ser feito após as notificações. Nós estamos em um processo de notificação. Se a empresa cumprir, ela permanece. Se ela não cumprir, não tem porque continuarmos”, afirma.

 

Já na área da educação, Simone Marquetto anunciou que as obras na escola municipal José Pires de Campos, no bairro Rio Acima, vão começar ainda este mês. O prédio está interditado com problemas na estrutura há quase um ano e as aulas para 60 alunos são realizadas em um espaço improvisado.

Porém, a prefeita ainda não tem previsão para a retomada das obras da escola no bairro turvo dos católicos que também tem problemas estruturais. Desde 2014 os alunos foram transferidos para o Gramadinho, que fica a meia hora de distância.

 

E para chamar a atenção para o problema da frota sucateada no município, máquinas agrícolas, ambulâncias e carros sucateados ficaram expostos no Largo dos Amores nesta sexta-feira. A prefeitura estima que dos 375 veículos, 107 estão quebrados./

“É importante chamar a atenção da população, porque queremos fazer uma gestão muito transparente. A população tem que entender o que está acontecendo. Aquilo que conseguimos consertar nós vamos dar continuidade nos consertos, alguns sem custo do município. Aqueles que não dão pra funcionar, vamos fazer leilão e o dinheiro será revertido ao município”, afirma a prefeita.

 

FONTE G1 ITAPETININGA













.Top Sertanejos 2917








1Simone e Simaria
Loka
2Luan Santana 
Acordando o Prédio 
3Henrique e Juliano
Vidinha de Balada 
4Gustavo Lima 
Homem de Família 
5Duduca e Dalvan 
Te amo, Te Amo, Te amo
6Guilherme e santiago
Casa Amarela

7Manoel Geraldo Schoot 
Sábia da Laranjeira
8Michel Tello
O Mar Parou 
9Cesar e Paulinho 
 Olha eu Ai 
10Marília Mendonça 
Amantes não tem lar 

A Igreja nossa senhora de santana em itapetininga,  realiza toda terça feira,  o já tradicional grupo de oração, onde os católicos e a população em geral tem a oportunidade de rezar e agradecer a Deus pela graças recebidas e Rádio ativa de Itapetininga web transmite as orações toda terça feira, a partir das 20 horas e 5 minutos, ouça você também e compartilhe com seus irmãos de fé              


         

160 famílias iniciaram mudança para o Carandá nesta sexta-feira

A mudança de 160 famílias, que está programada para esta sexta-feira (7), ocorre desde às 8h no Condomínio Macaúba, do Residencial Jardim Carandá, localizado na zona norte de Sorocaba. Segundo novo cronograma definido na tarde de ontem, entre a Prefeitura, o Banco do Brasil e o Ministério das Cidades, a previsão é que até o final da tarde todas as 160 unidades sejam ocupadas. Nesta etapa, os proprietários dos apartamentos do quarto andar iniciaram as mudanças às 8h, os do terceiro começam a partir das 10h, os do segundo às 13h e por último os do primeiro andar às 15h.
Carandá entrega mais 160 unidades nesta sexta
O vigilante Alexandre Motta, 37 anos, que iniciou a mudança para o seu apartamento no quarto andar nesta manhã, conta que viveu dias de ansiedade com a indefinição sobre a data exata para se mudar com a família. "Ontem foi uma loucura, pela manhã estava certa que a mudança ocorreria hoje. Depois no início da tarde soubemos que o ministro não vinha mais e tudo voltou a ficar indefinido. Mas, logo depois, fomos avisados pela construtora que finalmente os donos dos apartamentos do Condomínio Macaúba iriam se mudar hoje, o que foi um alívio para nós".
   Novo cronograma
O secretário de Habitação e Regularização Fundiária (Sehab), Maurício Augusto Coimbra Campanati, informou ontem que o novo cronograma de mudança para as 672 unidades restantes do Carandá foi definido após ser aprovado pelo BB e pelo Ministério das Cidades. Segundo Campanati, hoje será feita a entrega de apenas 160 unidades, e não dos 496 apartamentos como estava programado anteriormente pelo Ministério das Cidades. Outras 160 unidades serão entregues na segunda-feira (10), e as 352 restantes serão entregues pelo ministro das Cidades, Bruno Arujo, na quinta (13).  Porém, em nota enviada pela pasta, o Ministério informa na data apenas a presença do Ministério das Cidades. Segundo a Prefeitura, houve atraso nas vistorias finais das unidades e nem todos os apartamentos ficaram prontos para serem ocupados hoje. 
A ocupação das unidades do residencial começou no dia 25 de março e até o dia 28 no total 1.888 unidades foram habitadas, de um total de 2.560. Porém, no dia 27 de março, o Ministério das Cidades divulgou nota para a imprensa informando que a Prefeitura de Sorocaba tinha feito a entrega dos apartamentos sem a autorização do órgão federal, pois o empreendimento é do programa Minha Casa, Minha Vida do governo federal, e que prevê que as entregas das unidades sejam feitas todas de uma vez e não de forma parcial como foi feita pelo município. Em função do impasse, Crespo se reuniu com o ministro em Brasília na quarta. Sobre a reunião, o prefeito disse que foi para "arrematar as informações que ainda faltavam sobre a data da festa".


Reforma da Previdência movimenta escritórios de advocacia na Cidade  Preocupação mobiliza jovens para se informarem e discutirem a medida


O projeto de Reforma da Previdência, apresentado em dezembro de 2016 pelo governo federal, tem gerado um clima de incerteza e insegurança na sociedade, o que também tem levado sorocabanos a escritórios de advocacia para descobrirem se poderão se aposentar e em que tempo da vida.

 

Cientes da expectativa de mais anos para cumprir com a contribuição, a preocupação torna-se inevitável quanto mais jovem o público. “Não estou nada feliz em ter de trabalhar até quase 80 anos para que eu possa aposentar-me”, declara a pedagoga Juliana Sabin, 34 anos.

 

Ela informa-se através da televisão e espera que, principalmente, os jovens, em início de carreira, tentem mudar a situação. “Se (a reforma) se concretizar mesmo, a única expectativa que terei é de trabalhar até morrer”, lamenta.

 

O vendedor Jean Lucas Ribeiro, 20 anos, partilha do mesmo sentimento. “Tirei um tempo para ler as novas regras e não concordo. As pessoas precisariam trabalhar muito mais em idades que poucos conseguem alcançar”, observa.

 

“Se fosse algo urgente para a Nação, eles iriam incluir também a classe política, que, neste caso, não está inclusa”, comenta. “Sei que vou ter um longo caminho pela frente e uma previdência privada poderá ser uma opção no futuro.”

 

A advogada Elizabeth Maria Lech conta que ela e colegas de profissão têm atendido a muitas consultas de pessoas em desespero. “Tem muita gente que está em pânico querendo aposentar-se e não conseguimos explicar que depende de alguns fatores”, conta. “Não adianta sofrer de ansiedade e ter dor no estômago, não vai resolver nada.”

 

ATUALMENTE – O tempo de contribuição para receber aposentadoria é de 30 anos para mulheres e de 35 para homens, de acordo com a advogada. Já a idade mínima é de 48 para mulheres e de 53 para homens, sob a regra de ter contribuído por, no mínimo, 15 anos.

 

“Nessa idade, ocorre a incidência do fator previdenciário, que é um redutor. Eles pegam as contribuições que vêm de 1994, expurgam 20% das mais baixas e fazem uma média”, explica a advogada. “Significa dizer que, quanto mais jovem é a pessoa, mais vai incidir o fator e menos ela vai receber.”

 

Elizabeth afirma que, para se aposentar com o valor do teto, vale a regra 85/95, em que homens têm 60 anos com 35 de contribuição e mulheres 55 anos, com 30 de contribuição. “Na verdade, como é uma média, ninguém atinge esse valor; vai ter uma revisão.”

 

PROPOSTA – Caso a Reforma seja aprovada, todo mundo deverá ter 65 anos de idade para requisitar a aposentaria. “Ainda não ficou claro se precisa de 25 anos de contribuição, porque, hoje, temos o fator previdenciário. Não sei se isso vai continuar”, comenta Elizabeth.

 

“A gente está sempre trabalhando com conjecturas”, salienta. “Todo projeto, seja de lei ou de emenda constitucional, pode sofrer modificação. Este ainda está tramitando na Câmara e está com mais de 150 emendas. A gente não sabe, no fim, o que realmente será.”

 

De acordo com a advogada, as brigas de centrais sindicais devem-se aos 49 anos de contribuição para poder aposentar com o que seria o valor do teto. “Eu tenho 61 anos, já me aposentei, já teria 35 anos de contribuição e ainda não poderia aposentar-me, porque não tenho 65 anos. Eu estou cansada”, revela.

 

“E aquele do chão da fábrica? Aquele que passa a tarde sob o Sol, a carregar peso? Ele vai dar conta de trabalhar por 49 anos nessas condições e esperar ter 65? Essa é a questão central”, aponta Elizabeth. “Na verdade, mais de 49 anos, a não ser que a pessoa fique a vida toda na mesma empresa.”

 

TRANSIÇÃO – Para mulheres com mais de 45 anos e homens com mais de 50 que ainda darão entrada na aposentadoria, haverá um processo diferenciado, conforme previsto no projeto de lei da Reforma.

 

“Digamos que eu tenha 58 anos e me faltem só três anos para eu poder entrar com a aposentadoria total. Ao invés de eu contribuir mais três anos, eu vou contribuir mais quatro anos e meio”, ilustra a advogada. “Ou seja, são os anos que faltam e 50% a mais.”

 

INADEQUAÇÕES – Há dois fatores que estão equivocados com a proposta da Reforma, de acordo com a advogada, ou seja, a mesma idade para aposentadoria de homens e mulheres e o argumento de equivalência à previdência estrangeira.

 

“Mulher tem dupla jornada, sem contar os milhões de mulheres que são provedoras de lar. Aí chega em casa, vai cuidar de filho, fazer janta e lavar roupa. Não se considera nada disso”, observa.

 

Já com as condições de trabalho brasileiras, a comparação de políticos à previdência europeia, por exemplo, para justificar a reforma, torna-se inválida. “Há países na Europa em que o horário de trabalho é reduzido e o trabalho na fábrica é mecanizado. Quer comparar a nossa realidade com a europeia ou a americana?”

 

Entretanto há algo que Elizabeth gostaria de ver alterado nas regras atuais. Referindo-se à aposentadoria rural, a advogada mantém opinião firme. “Eu sinto muito; não dá para ficar sustentando quem nunca contribuiu para a previdência”, declara. “Por seguridade, entenda-se seguro. Se você paga, você recebe. Não é ser malvada, é ser realista.”

 

JUSTIFICATIVAS – O governo federal baseia a proposta no discurso de que o Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) está com déficit orçamentário e medidas precisam ser tomadas para controlar a situação.

 

“Eu não acredito que o INSS tenha déficit”, comenta a advogada. “Primeiro, que em governos anteriores devem ter ‘arrancado’ dinheiro da Previdência para cobrir outros buracos; segundo, se está realmente deficitário, isso é devido a todas as fraudes de que temos conhecimento.”

 

Elizabeth esclarece que a falta de dinheiro da instituição não é causada pelos 80% que desfrutam do regime geral da previdência. “O déficit é causado pelos deputados, senadores e congressistas em geral que se aposentam depois de oito anos de mandato com o salário integral”, argumenta.

 

“São os 20% que consomem 80% do que se arrecadam. Por que é que eles vêm cobrar de nós, do trabalhador, um preço que não foi nossa culpa?”, indaga. “Foi sempre o segurado do regime geral da Previdência quem sempre ‘pagou o pato’ por tudo.”

 

A advogada ainda menciona o ganho de filhas solteiras de policiais, que recebem pensão por morte. “Lindo; no começo do século passado”, ironiza. “Muitas, espertamente, não casam; entram em união estável para continuarem recebendo.”

 

Os critérios para concessão de aposentadoria por invalidez também são questionados. “Os médicos do INSS, muitas vezes, nem olham para a cara da pessoa que está indo fazer a perícia”, lamenta a advogada. Elizabeth conta o exemplo de um cliente cego de um olho que teve o benefício negado, mas, com um processo de dois anos, ganhou a causa. “A Justiça está entupida de processos desnecessários. Todo mundo perde.”

 

Segundo dados fornecidos pelo INSS, na folha de fevereiro, a instituição pagou 77.795 aposentadorias pelas agências da Previdência Social em Sorocaba (Sorocaba Centro e Sorocaba Norte), As aposentadorias mais comuns são por tempo de contribuição (31.136), por invalidez (23.203), por idade (17.978), especial (3.598) e por invalidez por acidente de trabalho (1.361).

 

“Quem está aposentado desde lá atrás, vem perdendo poder de compra”, afirma a advogada. “Meu pai aposentou-se com seis salários mínimos. Hoje, ele não ganha um e meio”, conta. Elizabeth diz que a Previdência tem uma grande lista de devedores. “São prefeituras municipais, serviços autônomos de água e esgoto e grandes empresas. Por que eles não vão lá cobrar?”, indaga. “O INSS não toma nenhuma atitude jurídica. Por que o segurado mais frágil tem de pagar a conta desses grandes devedores, De acordo com a advogada, nada mudará com a Reforma. “Os militares não entram, as filhas continuam recebendo pensão por morte e as pessoas não poderão receber mais de um benefício, ou seja, a ‘festa da mexerica’ vai continuar.”

  

Advogada responde a dúvidas frequentes

 

Todo mundo tem de se preocupar se a Reforma for aprovada?

 

Sim. Qualquer homem e mulher que tenha, na data da promulgação, menos de 50 e menos de 45 anos, já vão entrar nesse novo regime. Não vai ter como escapar.

 

O que muda com a Reforma?

 

Para se aposentar por idade, são 65 anos mais 25 anos de contribuição para todo mundo. Por tempo de contribuição, são 65 anos de idade e 49 anos de contribuição.

 

Como será possível receber o valor do teto com a Reforma?

 

Contribua 49 anos e tenha 65 de idade.

 

Pessoas que já estão aposentadas precisam se preocupar?

 

Não.

 

A Reforma é a melhor solução para poder sanar o déficit do INSS?

 

Não. Quem causa o déficit na Previdência não são os 80% que estão no regime geral da Previdência, que somos nós.

 

Qual é a dica para pessoas que querem saber mais sobre o assunto?

 

A PEC até pode ser pega no site do Planalto, mas é a linguagem do “Juridica ”, que ninguém merece ficar lendo. Pode procurar na internet, desde que os sites sejam confiáveis. Facebook não é lugar para ter informação, porque as pessoas fazem terrorismo.

 

Fonte Diario de Sorocaba

 

Rádio Ativa de Itapetininga web, relembra festa do dia da criança. O Ano era 2009 e a nossa emissora web e seus parceiros realizaram uma mega festa para 1.500 crianças de itapetininga, promovendo diversão com brinquedos e distribuição de sorvetes, pipocas e a doação de brinquedos para as crianças ,


Tv Ativa de Itapetininga web  

Tenha você também a sua rádio